Sessão que julgaria retorno à prisão dos envolvidos na Operação Calvário é adiada

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) suspendeu as sessões do órgão em prevenção a disseminação do novo Coronavírus. Com isso, o julgamento do pedido que solicita o retorno à prisão de investigados na Operação Calvário, que estaria na pauta desta terça (17) acabou sendo adiado. Seriam analisados os retornos das prisões de Coriolano Coutinho, irmão do ex-governador Ricardo Coutinho, os ex-secretários Waldson de Souza, Gilberto Carneiro, José Arthur Viana Teixeira, Valdemar Ábila, Denise Pahim, Breno Dorlelles Pahim Neto e Bruno Miguel Teixeira de Avelar Pereira Caldas, todos denunciados no âmbito da operação.

O STJ não definiu um prazo para analisar os pedidos e as sessões devem permanecer suspensas até o dia 27 deste mês.