Prefeito de Monte Horebe utiliza recursos do Covid-19 para pagar padre que mora no Pará, denuncia vereador

O padre José Gilberto Lisboa faz alguns anos que deixou a paróquia de São Francisco de Assis na cidade de Monte Horebe para morar no estado do Pará, mas os vínculos continuam com o município localizado no Sertão da Paraíba.

Em tempos de pandemia de coronavírus, a Prefeitura de Monte Horebe gerou um empenho de pagamento ao padre no valor de R$ 1.500,00 relativo à prestação de serviços como agente de vigilância sanitária. O documento diz que o padre participou de visitas para enfrentamento do covid-19 conforme nota fiscal apresentada de número 7590.

O vereador conhecido como Torado (Cidadania), único parlamentar que faz oposição na Câmara de Monte Horebe, entrou em contato com o Resenha Politika e pediu explicações do prefeito Marcos Heron

O parlamentar lembrou que no inicio do mês de maio, o Tribunal de Contas do Estado (TCE-PB) emitiu alerta à Prefeitura de Monte Horebe, cobrando justamente mais transparência quanto aos recursos recebidos para o combate ao Coronavírus e sua regular aplicação.