Planeta quase do tamanho de Netuno é descoberto próximo da Terra

Pesquisadores da Universidade Estadual da Pensilvânia, nos Estados Unidos, anunciaram a descoberta de um planeta duas vezes maior que a Terra, o segundo mais próximo encontrado utilizando o método de detecção de trânsito, localizado a 90 anos-luz de distância.

O planeta intitulado G 9-40b foi originalmente descoberto por astrônomos em 2019, utilizando o observatório espacial Kepler, enquanto transitava em frente à sua estrela, mas só teve a sua natureza confirmada agora, depois de análises realizadas por cientistas da Penn State, publicadas em um estudo no The Astronomical Journal.

De acordo com os responsáveis pela descoberta, o novo exoplaneta ainda não tem medidas oficialmente definidas. Eles acreditam que o tamanho seja pelo menos duas vezes maior que o do nosso planeta natal, mas menor que o de Netuno. Além disso, especula-se que apresente uma massa 12 vezes inferior à da Terra.

Simulação mostra o G 9-40b e a sua estrela. (Fonte: The Cosmic Companion/Reprodução)

Os estudos também revelaram que a estrela orbitada pelo G 9-40b a cada 5 dias e 17 horas fica a 5,7 milhões de quilômetros de distância dele, algo em torno de 25 vezes menor que a proximidade entre a Terra e o Sol. Esta estrela é considerada relativamente fria, pois apresenta uma temperatura superficial de 3.100 graus, inferior aos 5.500 graus registrados na superfície solar.

Estudos futuros

Por enquanto, não há muitos detalhes a respeito deste novo exoplaneta descoberto pelos cientistas da Penn State, mas isso deve mudar em um futuro bem próximo.

Devido à sua proximidade, o G 9-40b é um candidato quase perfeito a ser estudado pelo telescópio espacial James Webb, da NASA, cujo lançamento está previsto para acontecer em 2021.

Ele também poderá ser olhado mais de perto pelo telescópio espacial Ariel, da Agência Espacial Europeia (ESA), que deve ser lançado até o final desta década.