PF faz busca e apreensão em gabinete do diretor do Sebrae/PB, Neto Franca; Sistema ainda não se posicionou sobre caso

Fontes do Portal WSCOM na área policial garantiram, na manhã desta terça-feira (25), a existência de atividade da Polícia Federal para busca e apreensão de documentos e computador no gabinete do diretor do Sebrae/Paraíba, Neto Franca. Os detalhes da ação policial não foi revelada.

A Polícia Federal, em cooperação com o Ministério Público Federal, deflagrou, na manhã de hoje, a 73ª Fase da Operação Lava Jato, denominada ‘OMBRO A OMBRO’.  Cerca de 60 Policiais Federais cumprem 15 mandados de busca e apreensão em 4 cidades (Brasília/DF, João Pessoa/PB, Cabedelo/PB e Campina Grande/PB).

Há no SEBRAE um clima de apreensão pela repercussão do fato inusitado e que não tem merecido ainda manifestação oficial do Sistema para esclarecer as razões da operação policial.

A operação, contudo, acabou impedindo o acesso de alguns funcionários do Sistema na sede central no Bairro dos Estados, tanto que foram instruídos a trabalharem em Home Office.

Até às 9h07 nenhum dos diretores do órgão, inclusive Neto Franca, quis se manifestar, mesmo com busca de informação pelo Portal WSCOM, o que deva acontecer no decorrer do dia. O diretor está em sua sala averiguando os fatos ocorridos sem sua presença física.