Menor preço do gás de cozinha se mantém em R$ 63, diz Procon-JP

Gás de cozinha puxa a inflação de setembro em Brasília
Cruzeiro, Brasília, DF, Brasil 13/10/2015 Foto: Pedro Ventura/Agência Brasília
Com variação de 19,23% no valor do botijão, o gás de cozinha contribuiu diretamente para o aumento da inflação no Distrito Federal em setembro.

O menor preço do gás de cozinha se mantém em R$ 63,00, de acordo com pesquisa comparativa da Secretaria Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor realizada nesta quarta-feira (08), o mesmo praticado no levantamento do último dia 11 de março. O maior preço também se manteve em R$ 75,00. O Procon-JP realizou, ainda, pesquisa de  preços para a água mineral.

O SOS Gás, no bairro da Torre, é o local onde a revenda do gás de cozinha está mais barata, R$ 63,00. A pesquisa do Procon-JP levantou preços em 19 locais e cobriu 14 bairros de João Pessoa. O secretário Helton Renê explica que a pesquisa traz preços diferenciados, tanto para pagamento à vista e/ou no cartão. “Existem outras opções de preços para o consumidor, considerando, inclusive, o bairro, entre a diferença do maior e o menor preço”, disse.