Humilhado por cliente, vendedor sem uma das mãos ganha R$ 100 mil em doações

Ele contou que o cliente reclamou porque ele havia demorado ‘um pouco’ a produzir os salgados, mas que tinha feito com ‘o maior carinho’

Um vendedor de salgados comoveu a internet ao publicar um desabafo após ter sido humilhado por um cliente. José Rafael Marciano, de 32 anos, é morador de Marília, em São Paulo, e é deficiente físico, só tem uma das mãos.

Em um grupo do Facebook, ele contou que demorou “um pouco” a produzir os salgados, mas que fez com “o maior carinho”. Pelo atraso, Rafael conta que o cliente não quis receber a encomenda. O vendedor também relatou que depois do ocorrido, não quer mais realizar entregas.
“Aí ele me xingou no telefone, disse que eu não era profissional, que eu era vagabundo, que eu tinha que ter avisado antes. Eu fiquei magoado, triste, chorei muito porque sou muito emotivo”, contou Rafael em entrevista ao G1.

R$ 100 mil em doações

Diante de sua história, Rafael ganhou tantos admiradores que chegou a conseguir quase R$ 100 mil de ‘investidores’ solidários, sensibilizados com a humilhação.
Rafael disse ainda que trabalha como pintor, mas passou a vender salgados e pães durante a pandemia de coronavírus para complementar a renda. Ele explicou que o cliente pediu a encomenda por volta das 9h para que os salgados fossem entregues às 11h. No entanto, como eram mais de 50 unidades, ele só terminou o serviço às 13h.
Até o momento, a publicação já conta com mais de 42 mil curtidas e 17 mil compartilhamentos. A repercussão do caso fez com que Rafael
recebesse muitas encomendas, além de doações e propostas de motoboys para fazer o serviço de entrega para ele.

“Fiquei muito feliz porque estou recebendo muita ajuda. Recebi ligação de vários países, me dando apoio inclusive financeiramente. Até famosos compartilharam. Estou anestesiado, nem consegui dormir”, comemorou.