Em carta a Lula, Papa Francisco lamenta perdas familiares e pede coragem para o petista ‘não desanimar’

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva divulgou em seu site oficial uma carta na qual, segundo a equipe do petista, o Papa Francisco lamenta as “duras provas” pelas quais o líder político tem passado e manifesta solidariedade pelas mortes de sua mulher, Dona Marisa, do irmão Genivaldo Inácio da Silva e do neto de 7 anos, Arthur Araújo Lula da Silva. Na missiva, datada de 3 de maio, o Pontífice pede coragem para o político “não desanimar” e “continuar confiando em Deus”, mas não comenta a situação judicial do ex-presidente, preso desde abril do ano passado em Curitiba.

A mensagem do Papa seria uma resposta a uma carta do ex-presidente, que escreveu ao chefe do Vaticano em abril para agradecer a contribuição do líder católico na defesa dos direitos dos mais pobres e relatar seu estado de ânimo sobre o contexto sociopolítico do Brasil. Na carta, o Papa teria apontado que tais considerações sobre a política brasileira lhe serão “de grande utilidade”.