Celso Amorim, ex-chanceler de Lula, apoia Boulos para prefeito em SP

Filiado ao PT, que lançou Jilmar Tatto como candidato, ex-ministro diz que campanha precisa ser nacionalizada

O ex-chanceler Celso Amorim, que foi ministro das Relações Exteriores de Lula e da Defesa no governo de Dilma Rousseff, decidiu aderir à campanha de Guilherme Boulos, do PSOL, que concorre à Prefeitura de São Paulo numa chapa com Luiza Erundina como vice.

A notícia deve causar impacto: Amorim é filiado ao PT, que lançou Jilmar Tatto para concorrer a prefeito na capital. E, mesmo fora do governo, se manteve muito próximo de Lula.

“As próximas eleições terão significado nacional. Em São Paulo, a chapa Boulos-Erundina é a que melhor encarna as duas lutas essenciais do momento: a defesa da democracia e o resgate da soberania”​, afirma o ex-chanceler.

Ele diz que sua decisão foi pessoal, sem consultas a outras lideranças do PT.

A candidatura de Boulos tem atraído antigos e simbólicos apoiadores do PT, como Chico Buarque, Wagner Moura, Camila Pitanga, Luis Fernando Verissimo, Vladimir Safatle e André Singer, que assinaram manifesto de apoio ou expressaram suas opiniões em textos individuais.