Assessor de Trump, que se encontrou com Bolsonaro, entra em quarentena por risco de coronavírus

Mark Meadows, o veterano congressista republicano da Carolina do Norte que está assumindo o cargo de principal assessor de Trump, entrou em quarentena. Trump ainda não fez o exame.

O presidente Donald Trump, que se encontrou com Jair Bolsonaro e jantou com ele no último sábado (7), teve contato com assessores e correligionários que estão em quarentena por terem se encontrado com uma pessoa infectada com o coronavírus.

Mark Meadows, o veterano congressista republicano da Carolina do Norte que está assumindo o cargo de principal assessor de Trump, juntou-se aos deputados republicanos Doug Collins, da Geórgia, e Matt Gaetz, da Flórida, que anunciaram na segunda-feira que entraram em quarentena.

O senador Ted Cruz e o deputado Paul Gosar, ambos do Texas, anunciaram anteriormente que se isolaram.

Trump participou do mesmo evento em 29 de fevereiro e recentemente passou algum tempo com Collins e Gaetz. Não está claro se o presidente encontrou o indivíduo infectado quando falou na Conferência de Ação Política Conservadora no subúrbio de Maryland, porém a ação pode ter um efeito cascata e chegar até Bolsonaro.