Após anúncio de suspensão de voos feito por Trump, índices nas bolsas de Tóquio e Nova York desabam

Anúncio de Trump motivou venda acelerada de ações.

O anúncio do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, sobre a suspensão de viagens da Europa ao país motivou uma venda acelerada de ações na Bolsa de Valores de Tóquio e Nova York.

Nessa quinta-feira de manhã, o índice Nikkei abriu o pregão cerca de 2% mais baixo. Em seguida, houve uma inundação de ordens de venda após o anúncio de Trump. Muitos investidores também acreditam que o presidente americano não conseguiu estabelecer com clareza medidas de estímulo para deter o impacto do surto do coronavírus.

O Nikkei caiu mais de 1.000 pontos em relação ao encerramento do dia anterior, antes de fechar a sessão matinal em 18.412 pontos, com recuo de 1.003 pontos.

Já a moeda japonesa subiu ao patamar de 103 ienes em relação ao dólar.

Dow Jones

Na Bolsa de Valores de Nova York, o índice Dow Jones despencou acentuadamente nessa quarta-feira. Uma agitada ordem de vendas surgiu logo após a Organização Mundial da Saúde ter declarado o novo coronavírus como pandemia global.

O Dow Jones fechou o dia em 23.553 pontos, ou seja, com 1.464 pontos a menos do que no dia anterior, o que representa baixa de 5,8%. Esta foi a segunda maior queda em um único dia depois das perdas registradas na segunda-feira (9).

Em determinado momento, o índice teve uma queda súbita de aproximadamente 1.700 pontos em meio à declaração de pandemia.