Alta no nível do Sena acende alerta para autoridades francesas

No final de semana, túneis às margens do rio foram fechados na capital da França; prefeitura de Paris pede calma.

O nível do rio Sena continua a subir após as fortes chuvas que atingem a capital da França nesta segunda-feira (9). As autoridades de Paris já fecharam túneis e estão em alerta para a possibilidade de inundações caso a vazão aumente ainda mais.

Situado às margens do rio, o Museu do Louvre é um dos pontos que mais pode ser afetado pela cheia do Sena. O museu já vinha diminuindo o número de visitantes por conta da epidemia do novo coronavírus e esteve fechado recentemente durante uma greve contra a reforma previdenciária.

Na segunda, os administradores do museu disseram monitorar o aumento do nível do rio; as autoridades locais pedem que o público não se preocupe. No final de semana, a Prefeitura fechou um túnel próximo ao Jardim das Tulherias, ao lado do Louvre, por conta de possíveis inundações.

O rio chegou a 3,5 metros nos últimos dias, mas o rio ainda não chegou ao “limiar crítico” na região mais próxima ao museu, segundo a administração do museu.

Em alguns pontos do rio, entretanto, já é possível notar alguns alagamentos. Uma das ruas de pedestres, às margens do Sena, está submersa.