4 MOTIVOS PELOS QUAIS A NOVA NOTA DE R$ 200 É HORRÍVEL

O Banco Central lançou nesta quarta-feira (2) a aguardada nova nota de R$ 200. A divulgação da cédula, que estampa um mirrado lobo-guará, foi feita pelo órgão por meio de suas redes sociais e gerou alvoroço entre as pessoas, especialmente as que consideraram a nota esteticamente feia. Confira a seguir alguns motivos pelos quais o mau gosto imperou na confecção da nova cédula de R$ 200:

1. Paleta de cores

As cédulas de Real estão entre as mais bonitas do mundo, com cores vivas e bem distintas que facilitam a rápida identificação visual dos valores. A opção por uma mistura entre cinza e sépia deixou a nota apagada, com baixa saturação e aquela sensação de “cor de burro quando foge”, ou seja, uma cor que ninguém sabe descrever com facilidade.

a

Alguns usuários do Twitter chegaram até a tentar corrigir a coloração apagada da cédula, e o resultado realmente ficou melhor:

2. Ilustração do animal

Seguindo a tradição de retratar nas cédulas animais típicos da fauna brasileira, a nova nota de R$ 200 traz o querido lobo-guará, mas em uma ilustração estranha, mal-estilizada, mais parecendo um coiote esfomeado. Outras comparações lembraram de Sirius Black em forma de cachorro, das hienas do live-action de O Rei Leão e até de mascotes de times de futebol. Antes tivessem topado colocar no lugar o vira-lata caramelo…

a

3. Fonte do valor

A fonte usada para escrever o valor da cédula no canto superior direito de sua parte frontal destoa nitidamente das outras notas, como se tivessem usado a mesma escrita de R$ 20 e achatado-a lateralmente em vez de seguir o padrão da cédula de R$ 100, com a mesma quantidade de caracteres.

a

4. Tamanho

A mais recente geração de notas do Real, conhecida como 2ª Família do Real e lançada entre 2010 e 2013, faz uso de tamanhos de cédulas diferentes para cada valor, assim como acontece com o Euro. Isso facilita para quem depende do tato para identificar as notas, sendo que a de R$ 2 é a menor, e as dimensões vão crescendo até R$ 100.

O mínimo que poderíamos esperar era uma nota de R$ 200 do mesmo tamanho que a de R$ 100, visto que algo maior que ela poderia não caber nos padrões de carteira, caixas eletrônicos e outros lugares onde se guarda dinheiro. A cédula do lobo-guará, no entanto, é consideravelmente menor que a de R$ 100, com 6,5 centímetros de altura e 14,2 centímetros de largura. Isso a deixa praticamente com as mesmas dimensões que as da nota de R$ 20. E qual é o sentido nisso?

a